quinta-feira, julho 09, 2009

Wellington Baiano tem administração considerada boa e ótima por 60%.


Wellington Baiano, prefeito de Itaberaí: Aprovação de mais da metade da população não pode ser motivo de vaidade, mas de mais trabalho ainda a atual administração municipal de Itaberaí está bem avaliada pela população, segundo comprova pesquisa realizada pelo instituto Exata nos dias 1º e 2 deste mês. Foram ouvidos 580 eleitores em variados setores da cidade, com nível de instrução variando do fundamental ao superior e igualmente diversificado no quesito socioeconômico. De acordo com o resultado da pesquisa, a gestão do prefeito Wellington Baiano (PP) é avaliada como excelente e boa por 60,5%.

A amostragem buscou quantificar entre a população adulta de Itaberaí o desempenho global de áreas nevrálgicas como Administração, Educação, Saúde e Assistência Social, além do nível de satisfação da população. Aspectos genéricos, como conservação de estradas da zona rural, limpeza urbana e iluminação pública, também foram contemplados na pesquisa.

Wellington Baiano está em seu segundo mandato, liderando uma frente que buscou unificar as lideranças políticas na região e favorecer o setor agropecuário, principal motor da economia. Ele comentou a pesquisa lembrando que, desde que assumiu a prefeitura, em 2005, a cidade teve um salto qualitativo sem precedentes nos últimos anos, com melhoria sensível nos indicadores socioeconômicos. “Em 2004 Itaberaí estava na 36ª colocação entre as cidades goianas na classificação de geração de divisas. Hoje estamos em 23° lugar e superamos cidades bem mais estruturadas, como Trindade, Quirinópolis e Formosa, sendo que esta tem cerca de 80 mil habitantes.” Esses dados constam das estatísticas da Secretaria de Planejamento do Estado.

A vocação de Itaberaí como destaque regional de desenvolvimento foi consolidada sob a atual administração, com desenvolvimento nunca antes experimentado pela cidade. Os números atuais mostram que o Produto Interno Bruto (PIB) per capita da cidade, em torno de R$ 10.500,00, é mais que o dobro da média da região, que gira em torno de R$ 4.840,00. O PIB bruto de Itaberaí foi, em 2008, de R$ 360 milhões para uma população aproximada de 34 mil habitantes. Para o prefeito, essa geração de renda se traduz em mais oportunidades de emprego e benefícios para a população e melhoria de vida para a comunidade.

O resultado da pesquisa tem reflexos no ritmo impressionante de obras que a cidade vivenciou desde 2005, admitem até mesmo os poucos opositores do prefeito que arriscam uma análise. Wellington Baiano lembra que foram mais de 300 obras nesses quase cinco anos de administração, com destaque para as áreas de Saúde e Educação, as mais bem avaliadas pela amostragem do instituto Exata.

“Conseguimos reformar todas as escolas, todas mesmo, sem deixar alguma de fora, além de construir uma escola no setor Fernanda Park, que era um antigo sonho da população. Criamos mais de 1.000 novas vagas e priorizamos uma complexa requalificação dos professores”, explica. Em 2004 havia apenas 50 vagas disponíveis nas creches da prefeitura; hoje são 483, cita com orgulho o prefeito.

Na área de Saúde a prefeitura ampliou de três para dez o número de equipes do Programa de Saúde da Família, ampliou as especialidades médicas atendidas e reformou por completo o Hospital Regional. Baiano lembra que em 2005 a cidade foi considerada área crítica de incidência de dengue, com uma infestação de 6,6%, e nos últimos 12 meses não foi registrado um único caso da doença na cidade.

Para o prefeito, todo o trabalho desenvolvido por ele e sua equipe tem o reconhecimento da população, razão da aprovação dessa pesquisa. “Apenas comprovamos o ensinamento popular de que sucesso só vem antes de trabalho no dicionário e que nossa responsabilidade fica ainda maior para manter essa qualidade de vida para nossa gente”, finalizou o prefeito. Fonte: www.dm.com.br

Um comentário:

douglas disse...

parabens

NOTÍCIAS RÁPIDAS

NOTÍCIAS RÁPIDAS
twitando

PAGERANK

PageRank

NOTÍCIAS

Infy

CONTADOR DE VISITAS

Seguidores

Itaberaí é minha terra!