quarta-feira, janeiro 27, 2010

ANDAR COM FÉ EU VOU!

A bem da verdade o político deve sempre cuidar as reações emocionais e inventadas para o instante. Aconselho que uma declaração mal colocada possa ser explorada pelos rivais pelo resto da sua vida política.

Política tem de ser sem paixão! Não se conquista o poder com ações comandadas pela paixão. Estas duas afirmações são igualmente verdadeiras e se constituem em clássicas advertências feitas pelos pensadores políticos desde a mais remota antiguidade. A política, sobretudo a eleição, é inevitavelmente casa da razão e bom senso longe de paixões, que cega e deturpa a mente e a visão.

A disputa pelo poder se concentra de maneira intensa no período da campanha eleitoral, é uma corrida pela aprovação do eleitor. A política tem o seu processo passional e irreal.

A disputa pelo poder, concentrada de maneira intensa no breve período da campanha eleitoral. O desfecho desta disputa, com as graças da vitória ou o amargor da desbaratada equipe, que se multiplica em ataques de insinuações e culpa a todos e a tudo.

A competição acontece em praça pública, isto é, tanto os lances como os resultados finais são do conhecimento de todos os eleitores. A imagem, a reputação, os sacrifícios pessoais e familiares, as ambições e os investimentos de tempo e recursos já feitos, são escancarados em minutos de apuração. Momento de angústia e da verdade. Quantas promessas feitas pelos adversários, que temos o conhecimento de serem simplesmente eleitoreiras...

Temos de tomar consciência desta realidade antes de decidir disputar a eleição, porque, a partir do momento em que começar a competição, viverá um conflito permanente entre seus interesses e seus sentimentos. As cobranças virão e separar o jóio do trigo não parece tarefa fácil, pois nos confundimos na miscelânea de entraves.

Temos então a vitória, o resultado final de uma estratégia vencedora, concebida e executada com disciplina, inteligência e método.

Na política não podemos ser movidos pelas insanas paixões, uma reação emocional de improviso, que marcará a sua vida pública e deteriorando as suas relações com o eleitorado. Declarações infelizes são feitas, e serão exploradas pelos adversários, não apenas em uma campanha, mas pelo resto da sua carreira política.

Os adversários que fizeram provocações e ataques pessoais em cima das paixões estão amargando com o seu eleitorado e não sabem mais explicar a derrota, que tem inúmeros pais. Ataques pessoais, entretanto, exigem respostas imediatas, fortes e categóricas. O eleitor não perdoa o político que atacado não responde à altura ao ataque sofrido.

Nestes casos, a expressão de sentimentos de indignação e revolta é não somente legítima como útil para os objetivos políticos. Trata-se da defesa da imagem, do patrimônio moral, do respeito, valores que não se defendem com argumentos racionais e sim com a autenticidade dos sentimentos. Para o político, esta situação de conflito latente entre seus sentimentos e seus interesses pode assumir características pessoalmente dramáticas. O que ele não deve nunca esquecer é que a vitória sempre será o castigo mais duro imposto aos seus adversários. E as paixões se dobram perante a razão!

Persistir no erro e com a emoção carregada pelo ódio, que é irmã siamesa da paixão, no sentido de doença e com o agravante de ser mórbida, vai perdendo adeptos ao longo do tempo. Administrar os ódios e paixões e sedentos do poder não são difíceis e apenas andar com cautela e como diz a música “andar com fé eu vou”! Talvez esta matéria se enquadre no caso de Itaberaí, cito as eleições municipais de 2008. Isto pelo fato de estar pensando nos entraves, nos filmes e nos ataques sofridos deliberadamente.....o povo não se esquece das injustiças cometidas e o tempo vem saldando com as verdades!

Bruno Calil Fonseca é advogado em Itaberaí.

4 comentários:

Anônimo disse...

Vai com fé vice cassado. O vice que ficou menos tempo no cargo por compra de votos

Anônimo disse...

Amo sua frase:"Pode-se enganar a todos por pouco tempo, pode-se enganar alguns o tempo todo, mas não se pode enganar a todos o tempo todo." Pena q seu tempo foi pouco ne???rsrs FIGURANTE"""""

Anônimo disse...

Tem corno na ¨GRANDE EMPRESA¨ que pensa que pode!...Não esquecendo que nunca foi ninguem.Será que vai ser um dia?

millapollyana21 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

NOTÍCIAS RÁPIDAS

NOTÍCIAS RÁPIDAS
twitando

PAGERANK

PageRank

NOTÍCIAS

Infy

CONTADOR DE VISITAS

Seguidores

Itaberaí é minha terra!